USF. Sobre a Unidade de saúde familiar:


USF – Unidade de Saúde Familiar de Rio de Mouro – (ver mapa)

___________________________________________________________

Caro cidadão(ã), utente do SNS – Rio de Mouro

Para que se mantenha uma boa comunicação entre os utentes e as unidades de saúde familiar, sempre que houver alteração do seu subsistema, do seu contacto telefónico, da mudança de residência, etc, deverá actualizar os seus dados.

A Organização Mundial de Saúde, definiu a Promoção em Saúde como Processo que possibilita às pessoas aumentar o seu domínio sobre a saúde e melhorá-la ou seja, co-responsabiliza o indivíduo pela sua própria saúde.

Assim é aconselhável que faça, pelo menos, uma consulta anual. A ausência prolongada às consultas na USF pode levar à perda de alguns direitos e até, à sua exclusão da mesma.

A 23 de Agosto de 2011- O Coordenador da Unidade de Saúde Familiar Alpha Mouro Dr. José Carlos Patrício

___________________________________________________________

Implanon NXT… até 3 anos?

Vantagens: Não irá pensar diáriamente em contracepção. Para mulheres inibidas de tomar estrogénio. A hormona presente no implante não é absorvida pelo aparelho digestivo. Pode amamentar se usar este método de contraceptivo. A mulher retoma o seu normal periodo de fertilidade ao retirá-lo em qualquer altura. Tem um periodo de eficácia em 3 anos de 99%. Desvantagens: Não proteje das infecções sexualmente transmissíveis. À semelhança de outros métodos, a mulher pode desenvolver quistos (benignos e que podem desaparecer sem recurso a tratamentos) nos ovários. Como não contém estrogénios, os períodos menstruais são irregulares, tornarem-se muito frequentes ou deixarem de ocorrer.

_____________________________________________________

A importância do diagnóstico após os primeiros sintomas faz a diferença

  • Cuidados e recursos escassos, mal distribuídos e desajustados às necessidades.
  • Más políticas
  • Escassez de técnicos com conhecimentos e competências adequadas.
  • Estigma e discriminação que impedem doentes e famílias de procurarem cuidados.
  • Quase 1/4 dos países não possuem leis sobre saúde mental.
  • Menos de 1 em 5 crianças e jovens recebe o tratamento necessário.
  • 1/3 dos países não possui orçamentos específicos para a saúde mental. Do restante, metade atribui menos de 1% à saúde mental.
  • 4 em 10 países não possui políticas específicas de saúde mental

_____________________________________________________

Info 30Jan2015 – 530 UA

Comments are closed.